Dicas

23
out
dicas de como fazer a bota de segurança durar mais

5 dicas de como fazer a bota de segurança durar mais

A bota de segurança é um dos itens indispensáveis para quem trabalha exposto a riscos ocupacionais. É de responsabilidade das empresas fornecerem esse equipamento em ótimo estado de conservação e, como rege a lei, elas precisam entregar e oferecer o treinamento de uso específico ao produto. Fica então, por conta do trabalhador conservar e usá-la corretamente. Aprenda agora como manter seu EPI bem cuidado, garantindo assim a sua segurança!

Formas simples de como cuidar de sua bota de segurança 

Manter uma bota de segurança bem conservada não é somente questão de estética. Quando bem cuidada sua vida útil aumenta, ela se torna mais resistente, aumentando também a garantia de segurança em diversas situações. 

Este tipo de bota protege o trabalhador contra acidentes envolvendo quedas de objetos, evita que produtos químicos causam queimaduras além de impedir acidentes com perfurações em obras. 

Para te ajudar a não comprometer as condições de seu EPI, veja instruções e fique em dia com a conservação de seu equipamento: 

  1. Limpeza

Para as botas de couro, é importante não lavar o calçado em água corrente, pois pode ressecar seu material e incentivar a reprodução de bactérias. Ao contrário disso, use pano úmido e deixe secar na sombra. A bota de microfibra também deve secar longe do sol e sua limpeza deve ser com água e detergente neutro. Enquanto isso, para a bota de PVC use detergente e água corrente no lado de fora e com auxílio de um pano úmido tire o excesso de sujeira. Para tirar riscos coloque um pouco de azeite de oliva em um pano e passe sobre ela. Seque na sombra e para intensificar a secagem coloque folhas de jornal dentro das botas, esse processo absorverá a umidade. Limpar a parte interna também é essencial, use talco e passe pano para certificar que não há resíduos de materiais que possam machucar os pés.

  2. Reveze o uso

Qualquer calçado utilizado com grande frequência tem a tendência de sofrer desgastes mais rapidamente. Então se possível, tenha mais de um calçado para alternar o uso além de ter dois pares ou mais de palmilhas para “descansar um produto” enquanto utiliza o outro. Evitar o uso diário também auxilia para que a bota atue eliminando naturalmente o suor que absorve. 

   3. Secagem

Após higienizar sua bota de segurança devidamente é hora de colocá-la para secar. Neste momento é preciso não ter pressa, deixe-a secando naturalmente na sombra em local fresco, pois o contato com o sol pode danificar o material do equipamento e sua flexibilidade. A mesma regra serve para as palmilhas e cadarços, no caso das botas de couro. 

  4. Meias

A primeira orientação em relação a meia é: use. O pé transpira durante o dia naturalmente, havendo o contato direto com o material da bota por muito tempo pode danificar o material e causar mal cheiro. Use preferencialmente meias de algodão, pois esse tecido absorve muito bem o suor. Lave seu equipamento ao fim do expediente e não repita o uso das meias por vários dias.

  5. Armazenamento 

O calçado respira enquanto não é utilizado, por isso é importante mantê-lo em um local arejado para que receba oxigênio e se livre da umidade que adquiriu durante o uso. Cheque se o local está limpo e organizado e, no caso de armários onde todos os funcionários guardam juntos, procure mantê-los com cerca distância, para evitar a troca de pares e a passagem de bactérias de um para o outro.  

Dica extra da MixSeg

Seja qual for o material de sua bota de segurança, é fundamental manter a disciplina para fazer da limpeza e conservação de seu equipamento algo natural em sua rotina de trabalho. Claro que, quando a bota é de qualidade esse EPI vai durar muito mais. É por isso que, nós da MixSeg fornecemos produtos personalizados e desenvolvidos com alta tecnologia para te proporcionar muito mais durabilidade.

Faça um orçamento com a nossa equipe e comprove. Sua segurança começa aqui!

Leia também


Últimos posts

13
maio

EPI e EPC para eletricista essenciais em qualquer atividade

Existem alguns acidentes que podem acometer qualquer tipo de profissional, especialmente aquele que não utiliza os equipamentos, ferramentas e procedimentos adequados. No entanto, os eletricistas estão no grupo com maior risco e, portanto, devem sempre estar equipados com EPIs e EPCs adequadas para reduzir as chances de que esses acidentes aconteçam. Nesse artigo, apresentamos os […]

Continuar lendo

20
maio

EPIs usados em padaria fundamentais para os trabalhadores

O consumo diário de pães é um hábito para muitas pessoas. Segundo estudo feito pela ABIP (Associação Brasileira de Indústrias de Panificação e Confeitaria), existiam mais 70 mil padarias em todo o país em 2018. Hoje, esse número já é muito maior e é necessário garantir que todos os funcionários desses estabelecimentos possuam sua saúde […]

Continuar lendo

26
maio

Entenda as Normas Regulamentadoras e sua importância

Existem alguns trabalhos que por si só já oferecem um grau mais alto de risco aos funcionários e isso é extremamente prejudicial não apenas ao trabalhador como também à própria empresa. Para evitar acidentes e prejuízos, surgiram as Normas Regulamentadoras, regras aplicadas à todas as empresas e que devem ser seguidas para o bem geral. […]

Continuar lendo

15
abr

EPIs de enfermagem essenciais aos profissionais

Os profissionais da área da saúde já estão acostumados com o uso dos Equipamentos de Proteção Individual, os EPIs, no seu dia a dia. Isso porque eles ficam constantemente expostos a diversos riscos que ameaçam tanto sua saúde quanto sua segurança. Eles são fundamentais para manter a integridade tanto dos médicos, enfermeiros e cuidadores como […]

Continuar lendo

08
abr

Entenda a NR 33 e as atividades em espaços confinados

É responsabilidade de todas as empresas e organizações garantir que os seus trabalhadores possuam as devidas condições de saúde, higiene e segurança para realizar suas atividades. Porém, aquelas que são realizadas em espaços confinados (como explicaremos mais à frente) merecem ainda mais atenção, segundo a NR 33. Nesse artigo, você entenderá o que é essa […]

Continuar lendo

25
mar

EPI e EPC: entenda as diferenças entre cada uma

Alguns serviços como mecânica, instalação e elétrica são bastante perigosos e é dever da empresa garantir a saúde e segurança desse colaborador. Portanto, para essas áreas de atuação, é necessário contar com o EPI e EPC. Você sabe qual é a diferença entre esses dois termos? Apresentaremos nesta matéria e também a importância de ambos […]

Continuar lendo

17
mar

CIPA: entenda a importância na segurança do trabalho

O Brasil está entre os países com maior número de ocorrências associadas ao emprego.  Segundo a Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT), o país é o quarto no ranking mundial de acidentes do trabalho. Para isso, surgiu a CIPA, uma importante divisão em boa parte das empresas quando falamos em Segurança do Trabalho. Nesse […]

Continuar lendo

28
fev

NR 24: você sabe o que essa norma regulamentadora diz?

Se você acompanha ao nosso blog, já percebeu que as normas regulamentadoras (NR) são muito importantes para garantir o bem-estar e a integridade de todos os colaboradores em ambiente de trabalho. Por exemplo, já te explicamos sobre por que você deve se atentar a NR 6 e também por que seguir as diretrizes da NR […]

Continuar lendo